Por que a busca por empregos é a segunda atividade mais popular na Internet

Consideremos o seguinte: ·  A monster.com, o maior mural eletrônico de empregos, conta com mais de 20 milhões de usuários registrados; em uma tarde típica de segunda-feira, do meio-dia às 16h, seis milhões de pessoas realizam buscas por empregos. ·  Em recente pesquisa realizada com funcionários da WetFeet.com, mais de um terço dos funcionários entrevistados […]

Por que a busca por empregos é a segunda atividade mais popular na Internet Read More »

Terceirização internacional: quem são os principais beneficiários, e por quê?

Os que têm acompanhado a controvérsia sobre a terceirização internacional (offshoring) de empregos americanos para mercados de baixo custo, como o da Índia, têm agora de refletir sobre um novo desdobramento: a aquisição, este mês, de dois grandes fornecedores indianos de serviços de terceirização de processos empresariais (BPO, em inglês) pelas gigantes americanas IBM e

Terceirização internacional: quem são os principais beneficiários, e por quê? Read More »

Por que é importante cultivar uma cultura de compaixão no local de trabalho

Para alguns empregados, um dia típico no escritório começa muitas vezes com uma tonelada de perguntas sobre trabalho de colegas impacientes que aguardavam sua chegada. Para outros, o dia talvez comece com uma série de cumprimentos animados dos colegas que querem saber como está sua família e talvez um convite para um cafezinho antes do

Por que é importante cultivar uma cultura de compaixão no local de trabalho Read More »

Amazon vs. Walmart: quem vencerá?

No tumulto que se seguiu na mídia depois que a Amazon anunciou este mês que estava comprando o Whole Foods Market, muita gente ignorou que, no mesmo dia, o Walmart estava adquirindo o varejista eletrônico de roupas masculinas Bonobos. Embora a Amazon tenha provocado um alarde muito maior com sua incursão de US$ 13,7 bilhões

Amazon vs. Walmart: quem vencerá? Read More »

Cresce na América Latina a economia compartilhada

Aeconomia compartilhada abriu caminho nos mercados latino-americanos tendo à frente o Brasil, México e Argentina. Contudo, os empresários desse setor têm pela frente grandes desafios, como o desconhecimento do setor por parte da população, o acesso ao financiamento ou a desconfiança dos clientes, conforme explica Ricardo Pérez, professor de inovação digital e sistemas de informação

Cresce na América Latina a economia compartilhada Read More »

Como Beni Lopez, da Softtek, trabalha os pontos fortes locais da empresa para crescer globalmente

A Softtek, empresa de serviços de TI do México, é uma concorrente peso pesado das rivais indianas na disputa pelo atendimento ao mercado americano. Para privilegiar seus pontos fortes, terceirizou seus processos para regiões vizinhas, num processo que batizou de near-shoring, termo criado pela empresa para designar essa estratégia. Com 29 anos de atividades, a

Como Beni Lopez, da Softtek, trabalha os pontos fortes locais da empresa para crescer globalmente Read More »

Scroll to Top